quarta-feira, junho 13, 2007

Leituras FDS #5 - John Constantine - Hellblazer: Todo o Seu Engenho


Confesso nunca ter lido nada sobre Constantine antes deste título, mas este livro deixou-me com bastante vontade e curiosidade para o conhecer melhor. É sem dúvida, uma personagem a explorar. A personalidade sarcástica e o seu humor peculiar fazem deste um dos meus tipos de personagem de eleição e John Constantine passou a fazer parte dos meus planos futuros de BD.
Em “Todo o Seu Engenho” (editado pela Devir) há um género de vírus que se alastra pelo Reino Unido e pelos E.U.A. (típico, aliás) e o detective de serviço J.C. (outra feliz coincidência), toma partido na descoberta da origem deste flagelo para colocar em prática todo o seu engenho (e vão 3).

Isto por ter um amigo que vê uma familiar, mais concretamente uma menina, “contaminada” pela estranha virose, que aumenta a cada dia que passa. A partir daqui há uma constante ligação entre Constantine e o seu passado em forma de flashbacks, que ocasionalmente vão surgindo, acompanhados de um qualquer demónio supremo, sempre que ocorre tal situação. Este demónio exige sempre algo com mais “valor”, “mais fresco”.
Na sua busca pela origem dos comas repentinos, John procura um amigo com um dom especial. Apesar da valiosa informação dada a Constantine, este seu amigo acaba literalmente queimado. A pista fornecida conduz o nosso detective até L.A., contando com a companhia de Chas, o tal familiar da menina. Inseparáveis até final da estória (não por mútuo acordo), esta dupla vai desbravando terreno e bem cedo chegam até ao responsável pelos acontecimentos mais recentes. Para o bem ou para o mal, J.C. dá de caras com o que se poderia chamar “o inferno na terra”, não encontrando alternativa a uma maldita aliança com o “mauzão”. O motivo é simples, a menina está aprisionada dentro do seu viscoso corpo.
Mas com demónios não se brinca. J.C. tem de encontrar um plano que cesse com este crescente vírus, de forma a acabar com o sofrimento dos outros. Demasiado cliché? Nem por isso. Daqui para a frente têm de ler o livro para saberem o desfecho e os entretantos, que são a mais-valia deste enredo. Constantine não trabalha apenas para benefício alheio e para que os outros tenham uma vida de conforto e paz, ela procura bem mais do que essa mera simplicidade. É a sua busca interna, pessoal, a sua luta contra o passado e contra aquilo que sempre o assolou e perseguiu. A solidão? Quem sabe…

Para terminar, poucos são os casos em que vi a arte do desenho encaixar tão com a arte da escrita. O complemento de ambas é perfeito. Dá para sentir que J.C. é representado de acordo com a sua personalidade. Fisicamente não podia estar mais bem representado. As cores retratam os ambientes com saber. A roupa amarelada e gasta vinca o carácter próprio (físico e moral; ou amoral) da personagem. Desleixado q.b. e fumador compulsivo, conseguirá Hellblazer chegar ao fim desta aventura?
Boas leituras!
P.S. - Renato, thanks again.


Não dê erros, verifique os seus textos no flip online
Mauro Bex : maurobindo

6 comentários:

_Loot_ disse...

Também acho um piadão a este senhor.

A devir também editou o "nas Ruas de Londres" tens de arranjar também ;)

maurobindo disse...

É o que estou agora a ler. Ainda só a li a primeira história, vou a meio da segunda e tou a adorar. Depois coloco aqui um opinanço a propósito.

Anónimo disse...

Eu detestei o esse trade os desenhos do Manco não me despertaram a atenção e não gosto do Carey como argumentista,aprovastaste a promo da Devir que vende o 2 tpbs mais a adaptação do filme por 15 euros Maurobindo?????
Para quem não sabe eles fizeram isso porque ja não tem direitos para essas personagens se quererem ler mais Constantine tem que esperar a Pixel Magazine,e muito mais chegarem a Portugal vindas do Brasil.
E tambem muitas conpilações em pack de Super Herois como o Hulk e Fantastic Four.

Abraços
Grimlock

maurobindo disse...

Bem, tentando decifrar o que escreveste, gostos, ainda bem que os há diferentes e muitos, caso contrário gostarmos todos do mesmo era uma grande seca. Como viste no post eu gostei do "casamento" entre argumento e desenho, gostei mesmo bastante daí ter dito que poucas vezes tenho encontrado dupla tão feliz.
E sim, aproveitei a promoção da Devir dos 3 livros do Hellblazer, pois hoje em dia comprar 3 livros a 13,50€ não em todo o lado que se encontra ainda para mais quando é de uma personagem que gostas.
Quanto aos direitos que têm sobre a personagem não quero saber disso para nada, muito sinceramente. Gosto de aproveitar uma boa promoção e achei que era pouco inteligente não o fazer. Mas por direitos, queres também dizer que os perderam com o Hulk, os FF e outros tantos? É que, como referiste, existem packs de 3 livros da Devir à pazada por aí e não me parece que tenham sido por esse motivo.
Abraços.

Anónimo disse...

Os direitos da Vertigo e Wildstorm ja eram,agora so Pixel,quanto a Marvel/Dc apesar de haver rumores de um ultimo volume de Novos X-Men,e qualquer coisa relacionada com o licenceamento do Aranha.As novidades a nivel de bd vão ser editados pela Panini Espanha,de agora em diente e vão para as bancas diversas revistas da Marvel/DC da Panini brasil,para ja a Devir so deve editar material da Dark Horse como Hellboy,e outras bds desse genero a unica editora tuga que vai trabalhar com a Marvel vai ser a Bdmania,atraves das suas coleçoes.

Abraços
Grimlock

maurobindo disse...

São sempre más notícias, saber que direitos de edição são perdidos por quem normalmente os editava. Esperemos agora que a BdMania consiga aguentar as suas 2 novas linhas da Marvel.