segunda-feira, junho 25, 2007

Banda Desenhada em Beja - FIBDB´07

Lá venho eu novamente com algumas novidades que já perderam esse estatuto. Desta vez trago-vos o Festival Internacional de Banda Desenhada de Beja, que decorreu há cerca de um mês e qualquer coisa atrás. Também não achei correcto publicar aqui as fotos do Festival enquanto este decorria, pois penso que durante os eventos há que visitar os ditos para saber o que por lá se passa. Agora que terminou, deixo-vos alguns dos trabalhos dos artistas que por lá viram o seu trabalho exposto. E foi assim uma visita a Beja, numa 5ª feira de espiga. Convém dizer que me cingi ao espaço principal de mostras e exposições, a Casa da Cultura de Beja, onde se encontra uma das (apenas) 3 bedetecas nacionais (que vergonha para Portugal).


Artur Correia & António Gomes de Almeida


Maria João Worm


Ulf K.


Gisela Martins & Sara Ferreira


David B.

Max


José Manuel Saraiva


Pedro Nogueira



E assim se passou uma bela tarde em Beja, apesar do calor que fazia, já a lembrar o Verão que se aproximava. O espaço onde decorreram os acontecimentos principais, a Casa da Cultura de Beja, fica em evidência em baixo. Este post fica a ser o mais longo da história deste blogue. Provavelmente será o maior por bastante tempo. Aproveito também para colocar uma foto onde faço a primeira aparição (não sobrenatural) neste espaço.

Para o ano não faltem. Vale muito a pena. Estas fotos são para aqueles que não puderam mesmo ir, se bem que os mais preguiçosos também têm direito a vê-las. A exposição não está aqui toda, mas pouco faltou. Aproveito ainda para deixar um abraço ao Paulo Monteiro, com quem tive o prazer de conversar, deixando-lhe os meus sinceros parabéns pela organização (e a todos os responsáveis e envolvidos também). Entretanto ele disse-me que costumava espreitar o 9ª; espero que o faça e veja as fotos que são mais que muitas.





Mauro Bex : maurobindo

2 comentários:

Saki disse...

Que maravilha, meu querido!
Para o ano vamos todos, Beja vale sempre a pena, e o festival parece-me - sou uma leiga - grande e de grande qualidade.
Assim de repente gosto da obra de Pedro Nogueira, tenho que saber mais :)

maurobindo disse...

Muita qualidade, é verdade. Nem eu estava à espera de tanta coisa boa, confesso. Espero para o ano poder dar lá uma saltada, pois em conversa com um dos responsáveis, soube que o número de visitantes tem aumentado de ano para ano. Que bom sinal, neste quase deserto que é a BD portuguesa. Mais houvessem...