sexta-feira, outubro 02, 2009

Historietas de Buenos Aires


Em Buenos Aires a variedade de BD é bem maior do que em São Paulo, no que diz respeito a autores nacionais. Encontrei muito mais livros argentinos em Buenos Aires do que em São Paulo encontrei BDs de autor brasileiro. Destaco aqui talvez a obra El Eternauta, personagem mítica das historietas (um dos nomes pelo qual os argentinos se referem à BD) argentinas, criado em 1957 por H.G. Oesterheld e Solano López. Consegui também encontrar Evita, de H.G. Oesterheld e Alberto Breccia, Historias Cortas, de Enrique Breccia, El Iguana, de Trillo e Mandrafina, Marco Mono, de Trillo e Enrique Breccia, Che, de Enrique Breccia e H.G. Oesterheld, El Campito, de Diego Agrimbau e Hernán Gutiérrez, e El Sindrome Guastavino, de Trillo e Lucas Varela.
Estou bem curioso para ler todas estas obras. Os livros forma adquiridos nas livrarias El Ateneo e Boutique del libro.


Boas leituras!


Mauro Bex : maurobindo

4 comentários:

looT disse...

Olha que vêm alguns artistas argentinos ao FIBDA este ano :P

Eu trouxe um de Marrocos escrito em Marroquino lol

maurobindo disse...

Este ano vou ao FIBDA, nem que chovam picaretas! O ano passado não consegui ir mas este ano temos de combinar e passar por lá.
Conheces algum destes livros?

E esse livro de Marrocos, como se chama? E quem é o autor?

Veronica Electronica disse...

Olha eu a colar-me! Também quero! Já sei que me desgraço e não resisto aos livritos :)

maurobindo disse...

No primeiro fim-de-semana não dá, estamos em exames... No 2º e 3º penso que dá na boa, ou até durante a semana, que tem menos gente :)
Ver se é desta que apanho o Maurício de Sousa.